Mobile simples assim

Pesquisas recentes sobre o mercado mobile brasileiro mostram que cerca de 125 milhões de pessoas com idade a partir de 10 anos têm celular, o que corresponde a 71% desse universo. Além disso, desse total, 91,6 milhões acessam a internet pelo celular, ou seja, 52% dessa população navegam através do aparelho. Essa radiografia do setor considera tanto os 15 milhões de usuários de aparelhos mais simples, quanto os 76 milhões de proprietários de smartphones.

De todas as mudanças e rupturas que o cenário digital trouxe para os incontáveis segmentos de mercado, a ascensão do mobile talvez tenha sido a mais surpreendente e impactante, ou disruptiva, como preferem alguns. Nunca uma tecnologia traduziu tanto a atitude e o comportamento de toda uma geração. O que parecia ser impossível – a exemplo de funcionalidades de vídeo online e de e-commerce – está hoje, literalmente, nas palmas de nossas mãos, em formatos inéditos e possibilitando comportamentos de compras até há pouco tempo inimagináveis.

Hoje, ter conexão permanentemente é quase tão importante como ter luz elétrica ou água encanada.

O mobile, do ponto de vista do consumidor, não se restringe a um tipo de dispositivo, mas diz respeito a hábitos que expressam as necessidades de quem quer consumir conteúdo onde quer que esteja, a qualquer horário, sem determinar, previamente, um ponto fixo de conexão ou um dispositivo específico.

Claro que os desafios são inúmeros, mas também extremamente promissores, principalmente quando lembramos que viabiliza a manutenção de um canal de comunicação ininterrupto com os consumidores, literalmente 24/7, que precisa ser muito bem trabalhado para dar resultados positivos.

Nesse “novo” mundo, os smartphones não só dominam nossas vidas, mas são a principal porta de acesso ao universo online. Ao levar-se isso em consideração, faz todo o sentido aumentar os investimentos nesse segmento. E foi exatamente isso que fizemos na MundoCoop.

Ao desenvolvermos o aplicativo MundoCoop buscamos construir um produto com ferramentas realmente efetivas e que levem mais conteúdo para nossos usuários.

Um questionamento usual aqui na MundoCoop é: Vale a pena investir tanto dinheiro e suor em novos produtos, conteúdos e plataformas diferenciadas para um público tão específico?

E a resposta é: claro que vale!

Por isso, construímos um aplicativo nativo, específico para cada ambiente de uso, fruto de pesquisas, de nosso entendimento das necessidades dos cooperados e de identificação dos melhores momentos para utilização de cada plataforma.

Estamos convictos de que o cooperativismo é moderno, antenado e conectado a tudo o que acontece de novo no mercado. E a MundoCoop cumpre a função de levar informação de qualidade, com produtos de ponta que satisfaçam e encantem os leitores.

Nos próximos anos, essa maré vai encher, criando possibilidades ainda mais expressivas para novos produtos. A onda dos wearables e dos carros conectados, por exemplo, já se formou. A de tantos outros produtos que ainda nem estão no mercado, mas que, seguramente, estarão nas nossas vidas, começa a se desenhar no horizonte.

E – tenha certeza – a MundoCoop acompanhará esse percurso e facilitará o acesso a serviços online onde quer que os leitores estejam ou queiram estar.

Douglas Alves – Diretor da MundoCoop

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BOLETIM SEMANAL

Receba o Informativo MundoCoop com as principais notícias do setor cooperativista.

Scroll to top