Tecnologia a serviço do cooperativimo

IoT: regulamentação deve fomentar negócios sem barrar estímulos

Estudo feito pela comissão de Estudos de Direito Digital do Conselho Superior de Direito da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), sinaliza, entre outros aspectos, a necessidade de discussão sobre os parâmetros para regulamentação da Internet das Coisas (do inglês Internet of Things – IoT) de modo a fomentar a tecnologia no Brasil sem deixar de tutelar os direitos dos usuários e consumidores.

O relatório agrega a isso proteção à privacidade, potenciais riscos à segurança que podem ser originados pelo uso inadequado da tecnologia, em face da difícil assimilação pelo ser humano de tantas funcionalidades disponíveis em variados dispositivos, ou por ataques, e o cumprimento do dever de informação e transparência.

O caminho para mitigar os riscos passa pela conscientização e pela educação digital dos usuários e consumidores é fundamental, assim como as indústrias de hardware e software precisam atentar para critérios rígidos de segurança, que devem ser estabelecidos desde o início dos projetos.


Oferta de crédito no campo, literalmente

A fintech Agronow lançou ferramenta pensada para a Agricultura 4.0: o Agronow Business Viewer, um painel de inteligência estratégica de mercado, que acessa remotamente uma área rural, independentemente do tamanho, colhe dados que indicam a produtividade e o potencial de negócio do local e identifica áreas que podem apresentar problemas com pragas ou adversidades climáticas. As análises alcançam desde uma macrorregião, como um país ou um Estado inteiros, a recortes específicos, como um município ou uma propriedade rural. Os resultados são apresentados na forma de gráficos, possibilitando o cruzamento das informações com outras análises.

A tecnologia aliada às instituições financeiras chega ao produtor rural e acelera soluções. Operações como avaliação das terras e capacidade de produção, crédito para viabilizar o cultivo, melhoria do maquinário ou implementação de novos processos na fazenda passam, como auxílio da tecnologia, a acompanhar a velocidade da chamada Agricultura 4.0.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BOLETIM SEMANAL

Receba o Informativo MundoCoop com as principais notícias do setor cooperativista.

Scroll to top